Comun Tierra

Uma Exploração de Comunidades Sustentáveis na América Latina.

Você está em:

Blog

Nossa Participação na RIO+20

Postado em 29 de Junho de 2012
anterior proxima
Foto: Marta Buchweitz Foto: Marta Buchweitz
Conselho de Visões Mirim! Conselho de Visões Mirim!
Assinatura Carta Indígena (foto Marta Buchweitz) Assinatura Carta Indígena (foto Marta Buchweitz)
Nova Terra Nova Terra
Semeação em ação! Semeação em ação!
 Nossa Palestra Nossa Palestra
Com amigos indígenas na Kari-Oca Com amigos indígenas na Kari-Oca
Palestra em Nova Terra Palestra em Nova Terra
Leti com uma amiga, indígena do Xingu Leti com uma amiga, indígena do Xingu
Acampamento Kari Oca Acampamento Kari Oca

Como vão gente amiga? Por aqui tudo ótimo!

Depois de intensas semanas de Cúpula dos Povos na RIO+20 estamos por fim respirando um pouco mais tranqüilos e digitalizando muitos dos materiais produzidos no Rio.

A RIO+20, como de esperado, teve o mesmo comportamento dos últimos eventos globais ambientais, finalizou com uma carta de decisão frágil e sem nenhum comprometimento das lideranças dos países sobre nossa situação planetária, onde apontam a “economia verde” como caminho para os gigantescos desafios que temos nesse momento... bastante desolador! Mas temos também boas notícias do evento pra relatar e passar outras perspectivas de trabalhos de base no movimento de ecovilas que estivemos envolvidos.

Foi uma semana de ação produtiva, lideramos bons workshops e participamos de outros, estivemos no acampamento indígena conferindo a assinatura da "Carta Internacional da Kari-Oca 2", e tecemos importantes conexões dentro movimento de ecovilas, participando ativamente da construção de uma rede sustentável e de base Latino Americana, a CASA (Conselho de Assentamentos Sustentáveis das Américas). O movimento de ecovilas nas Américas está nesse momento em intensa organização para co-criar, de baixo para cima, uma rede que representa o mundo onde queremos viver e que estamos vivendo. Então te prepara que aqui está nosso relato de atividades:
 

Foto: Marta Buchweitz

 

INICIANDO TRABALHO COM SEMEAÇÃO

Iniciamos atividades na Cúpula participando na dinamização de um workshop com um grupo de artistas educadores chamado Semeação ao qual participa nossa amiga Carol Côrtes. Fizemos um workshop sobre consciência da água para 40 alunos e terminamos a atividade liderando danças de paz universal. Foi lindo começar com crianças!
 

 

ESPAÇO GAIA HOME E O MOVIMENTO DE ECOVILAS

Ao contrário do que se passou nas salas restritas do Rio Centro na RIO+20, um dos locais mais ativos e interessantes da Cúpula dos Povos pra nós foi o Gaia Home, espaço vinculado a educação Gaia para desenho de ecovilas e dinamizado por muitos membros da ecovila Terra Una. Gaia Home foi a sede oficial do movimento das ecovilas, permacultura e sustentabilidade de base. Trazendo workshops, mesas abertas e encontros que mostraram alternativas sobre o modelo de assentamentos sustentáveis (ecovilas, movimentos de transição, eco-bairros) o espaço trouxe boas perspectivas através de pessoas que vivem nessa realidade. E o local também foi um ponto de encontro para reuniões e criação de alianças que precisamos para construir para o futuro desse movimento, onde centralizamos muitas discussões sobre a rede CASA. Foi nesse local que mais participamos na Cúpula, e ficamos orgulhosos de ver nosso movimento tão ativo e com tantas propostas para mostrar.

Foto Gaia Home

 

REUNIÕES DE CASA E GEN

Muitas foram as reuniões de CASA (Conselho de Assentamentos Sstentáveis das Américas) que participamos, co-criando juntos com ativistas de comunidades de todo o continente os formatos de integração da rede da nas suas 5 áreas (Ecovilas, Eco-Bairros e Povos em Transição, Eco Caravanas, Projetos de Permacultura e Cooperativas/Redes), em níveis nacionais e continental, além de desenhar nossa integração com GEN (Rede Global de Ecovilas) que estaremos relacionados.


Mapa Ilustrativo da Rede


Para isso fizemos uma pequena imersão na Aldeia Nova Terra com grupos nacionais de ecovilas organizando grupos de trabalho e depois no Gaia Home onde tivemos uma integração com GEN (Rede Global de Ecovilas). Foi um processo longo e intenso, mas também lindo de participar, ver a motivação, energia e força que esse movimento está gerando e co-criar como poderemos trabalhar com a Rede Global de Ecovilas, potencializando nosso trabalho.
 

Grupo de trabalho Reunião CASA e GEN no Gaia Home

 

WORKSHOP COMÚN TIERRA NO GAIA HOME

Dentro do Gaia Home realizamos um workshop sobre as “Comunidades Sustentáveis da América Latina” que visitamos nesses mais de dois anos de Projeto. Para um grupo de mais ou menos 50 pessoas, compartilhamos alguns dos principais ensinamentos que tivemos e mostramos alguns vídeos educativos. Foi interessante ver a receptividade, inspiração e interesse que havia no nosso trabalho, para pessoas dentro e fora desse movimento e como temos gerado muito conhecimento através dos matérias audiovisuais. Avante!

Foto: Marta Buchweitz

 

Finalizando atividade

 

EXPOSIÇÃO DE FOTOS E MATERIAIS

Além disso, fizemos no Gaia Home uma exposição de fotos das ecovilas na América Latina que ficou exposta durante todo o evento.

Ryan montando as fotos...


 

E partilhamos materiais do Común Tierra, além de diversas sementes crioulas para trocar durante os intervalos de atividades.

 

ALDEIA NOVA TERRA

Na Aldeia Nova Terra, há uma hora da Cúpula, estivemos no encontro de CASA e também participando das cerimônias do solstício (dia 20) com líderes espirituais de muitos países. Também estivemos em um evento com Sri Prem Baba e cerimônias com o Conselho Internacional das 13 avós Indígenas. Foi um momento mais espiritual da nossa participação, onde estivemos em grupo, rezando e meditando para potencializar esse encontro.
 

 

VISITA A KARI-OCA

Também estivemos na Kari-Oca, o acampamento que abrigou a Conferência Mundial dos Povos Indígenas no dia em que assinaram sua Carta da Kari-Oca 2 (20 anos depois da Eco 92). Entrevistamos dversos líderes e seu feedback é de que nos últimos 20 anos as coisas têm piorado continuamente, muito no Brasil: “Interessante estar aqui porque vemos que 20 anos depois nossas demandas são exatamente as mesmas e não importa onde estejamos, são parecidas e cada vez mais difíceis”. A falsa “economia verde”, falta de respeito com povos indígenas, exploração desenfreada pelos governos de seus territórios e o domínio das corporações sobre seus direitos têm fragilizado a existência desse povos e comprometido nosso Planeta.

Entrevista con Ianaculá da Tribo Kamayurá do Alto Xingu

Reepresentante Indígena assinando a Carta.


Era um dia muito bonito, onde pudemos ver dezenas de tribos indígenas de muitas partes do mundo, deixando sua mensagem para o mundo. Ainda que com uma realidade duríssima, pudemos nesse evento sentir a presença e a força espiritual desse povos que vêm lutando pela sobrevivência e têm tanto para ensinar-nos na busca de uma vida sustentável.  Como dizem em suas palavras: “Caminhamos para o futuro nos rastros dos nossos antepassados”.

 


NAO SER PARTE DA SOLUÇÃO, É SER PARTE DO PROBLEMA

Foi muito interessante pra gente participar da Cúpula dos Povos da RIO+20 e também um pouco diferente do que imaginávamos. Ainda que soubéssemos que as resoluções não seriam nada satisfatórias, pensávamos que durante a Cúpula estaríamos atuando mais como ouvintes, buscando ensinamentos... e ao final do evento acabamos mais envolvidos em fazer eventos, co-criar, participar de encontros, trabalhar na criacão dessa rede sustentável e fortalecer muito nosso trabalho de base.

Isso representa a metáfora do que vivemos hoje, construir o mundo que queremos cabe A NÓS MESMOS, a hora é agora, não adianta esperar! Não é culpando outros, muito menos esperando milagres que vai resolver. Entendemos que hoje, não ser parte da solução, é ser parte do problema. Estamos em um momento muito desafiador da humanidade, e ao mesmo tempo temos inúmeras ferramentas e muito conhecimento. precisamos de vontade e ação para criar alternativas! Acreditamos que podemos fazer isso juntos, criando rede de cooperação sem competição, com movimentos de base organizados de baixo para cima, com verdadeiro elo e comprometimento, podemos fazê-lo, só precisamos de iniciativa!
 

Foto: Marta Buchweitz

Assim que ao final do evento, estamos muito felizes e orgulhosos de haver participado de tantas atividades na criação de uma rede para o movimento de ecovilas, fazendo isso com gente que vive o que predica, sentindo na pele a realidade e desafio de buscar a sustentabilidade, vivendo em comunidade, crescendo seu alimento... E ao mesmo tempo compartilhar com os povos indígenas que são tão importantes nessa busca por uma vida em harmonia com a Terra foi um grande e inspirador aprendizado. É nesse caminho que acreditamos e aqui que queremos construir o presente!

Avante, minha gente!

Axé!
Leti e Ryan
 

Comentários

  • anibal morales flores, dia Postado em 30 de Novembro de 2012

    Les felicito por su acción diferente para que este mundo cambie- Sigan adelante si me pueden dar información para iniciar a ser sustentable vivo en Guatemala Gracias Gracias Gracias

  • Micki, dia Postado em 05 de Julho de 2012

    What a perfect way to move Comun Tierra forward and to keep building a movement! You are an inspiration!! So glad this is the place [you] want to be! Very life affirming! Much love to you both!

  • Arnold Ricalde, dia Postado em 03 de Julho de 2012

    Excelente trabajo en Brasil- Gracias Común Tierra por su bonita presentación-

Comente neste post

Digite o código de segurança abaixo* captcha
Copyright © 2010 Común Tierra. All rights reserved. Desenvolvido por dzestudio